Início   Bancos   Convênios                
                               
Documento sem título
Início / Noticias /Geddel, uma ameaça a Temer e ACM Neto
11/09/2017-Geddel, uma ameaça a Temer e ACM Neto

Braço direito de Michel Temer na condução do golpe que depôs a presidenta Dilma Rousseff, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), preso nesta sexta-feira (08/09), é uma ameaça não só ao presidente como também ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Além de Geddel, foi preso também o diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz (PMDB). Ambos alvos da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na Caixa. Segundo a Polícia Federal, as digitais dos dois foram encontradas no apartamento, em Salvador, onde estavam R$ 51 milhões. O imóvel seria usado para armazenar dinheiro em espécie.

A suspeita é que Ferraz, que já foi assessor de Geddel, foi responsável por buscar em 2012 valores ilícitos enviados para um emissário do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB).


Em julho deste ano, Geddel foi preso por suspeita de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono. Após alguns dias no presídio da Papuda, foi liberado pela Justiça para cumprir prisão domiciliar, sem tornozeleira eletrônica, pela falta do equipamento na Bahia.

À época, o ex-ministro chegou a chorar ao ouvir que ficaria preso por tempo indeterminado. Resta saber se agora as lágrimas de crocodilo serão usadas novamente diante do juiz. Afinal, o ambiente institucional está tão fragilizado que a efetividade da lei parece ter se tornado a exceção, não a regra. Sem dúvida, o lamaçal em que Geddel está envolvido respingará nos aliados.
   
         
 

:: Início
:: Bancos
:: Convenção
:: Convênios

 

:: Denúncias
:: Fale Conosco
:: Fotos
:: Jornal

  :: Links
:: Notícias
:: O Sindicato
:: Sindicalização
     
       
© Desenvolvido by : Agência Nego D'agua